14.11.13

Para um ex-amor

Você que vive eternamente perguntando por que acabou. Eis algumas das explicações para os amores que seguem a máxima do poeta ‘que seja eterno enquanto dure’.

Acabou por que... Nossas incompatibilidades se tornaram maior do que as compatibilidades para a convivência.
Por que de repente perdeu a graça.
Por que senti que precisava mais do que uma vida de mulherzinha-mãe-dona-de-casa.
Por que você conseguiu no auge da sua boa vontade, me anular. E não se destrói sonhos por pior que seja o momento que se vive na vida.
Por que você se fez de surdo e não me ouviu em muitos momentos. Eu não sou muda!
Por que eu tenho os meus planos e você os seus e não preciso mudar o que planejei só porque você quer.
Por que você desaprendeu a me fazer sorrir. Relacionamentos também tem como fundamento a espontaneidade e a capacidade de uma pessoa em despertar a vontade na outra de abrir os lábios e mostrar os dentes.
Por que você não me surpreendeu. Sinceramente? Às vezes uma serenata de amor e um buque de rosas são necessários, mesmo que as últimas morram três dias depois. Não estou dizendo que queria que contratasse aquele carro de som idiota para gritar pra todo mundo no meio da rua o quanto gostava de mim, mas um bilhetinho de ‘eu te amo’ na geladeira também ia bem.
Por que você achou que comida ia aplacar minha raiva quando você me fizesse perder a cabeça. Isso me dá felicidade, mas não absoluta e nem em todos os momentos.
Por que aquele papo de que você era mais bonita (e magrinha) quando me conheceu. Cansou. Esse é meu novo jeito e cabe a você aceitar POMBAS!
Por que eu gosto de Chico Buarque e por mais que você dissesse que era música de velho você nunca se esforçou para tentar aprender uma letra.
Por que você veio meio criticar, quando eu quis cantar, na cozinha, no quarto, no banheiro. Eu canto o que quiser! do jeito que eu quiser! e desafinada! Se você tem vergonha de cantar problema seu!
Por que eu mereço e posso dormir até tarde num domingo. Passei cmetade da minha adolescência sofrendo ‘terrorismo’ e isso é um direito meu.
Por que eu não sou obrigada a limpar a casa sozinha. Tivesse percebido lá nos beijinhos do início de namoro que eu era uma mulher moderna o que inclui divisão de tarefas.
Por que o fato de ler sobre sexo, não quer dizer que eu seja piranha. Você vive em que planeta?
Por que eu preciso de dias sozinha. Eu sou ser humana e o fato de que queria ficar um tempo solitária não significava especificamente que eu iria me matar.
Por que eu posso sair por aqui sem um guarda-costa. Sempre prezei pela minha independência e não sou nenhuma criança pra precisar de babá.
Por que eu adoro o que faço. Se escolhi estar na área que estou certamente é porque foi uma decisão acertada.
Por que amizades são pra sempre e não adianta quão ciumento você pudesse ser, meus amigos eternamente serão meus amigos e os escolhi pra isso. Amizade e amor são relações distintas.
Enfim baby, Liberdade é questão de escolha e a vida é um eterno contorcionismo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...