19.8.10

De dois patinhos para 23

Ontem foi meu aniversário. Se nesta quinta-feira me cabem as palavras, gostaria de agradecer a todos aqueles que se lembraram de mim via scrap, sms, e-mail, telefonemas e pessoalmente.

Chego aos 23 anos... feliz. Se pudesse dar nome ao ano que passou na minha vida, certamente ele se chamaria ‘Inesperado’. Houveram muitas mudanças. Hoje tudo está bem diferente. E como!

Em 365 dias de 18 a 18 de agosto, vivi situações adversas, de amor e ódio, de felicidade e tristeza, autos e baixos, momentos inusitados e engraçados. Faz parte do curso das coisas. .. Num breve resumo dos fatos ...

... Não desmaie na defesa do TAO e tirei 96 em parceria com o Gâmb. Participei do culto, da outorga, do baile. Fui operada e apesar do susto estou ótima. Sai do portal depois de 3 anos. Fui convidada para trabalhar na Ascom da Semed, onde estou agora. Tive desamores e numa dessas voltas do mundo, caiu o Ya na minha frente. Ganhei uns quilinhos a mais, não tô fofinha, tô atraente. Fiz novos amigos. Conheci muita gente, muita gente mesmo. Comecei meu MBA em Jornalismo Digital porque não agüentei ficar muito tempo sem estudar. Tô fazendo auto-escola (torce por mim!). Pensei em comprar uma moto, um carro, uma câmera e acabei não comprando nada. Recebi novos convites de trabalho. Ganhei novos leitores no blog. Gente que não fazia idéia acompanha meu trabalho fotográfico. Fui buscar a Lunna em Alter do Chão e hoje ela me faz companhia a noite e come minhas havaianas quando quer chamar a atenção. Enfim... Agradeço por tudo o que aconteceu.


Numa reflexão rápida chego aos 23 mais madura e sorridente.

***

Passei meu aniversário na Escola da Floresta. Peguei chuva, andei na trilha, brinquei de roda com os alunos da Escola Hilda Mota (pra jornalista Gabriela Romeu, da Folha de São Paulo registrar). Comi uma canja maravilhosa e mais um arroz com frango. Vi uma preguiça. Passarinhos e uma vista maravilhosa do Lago Verde parada no tablado. Quanto a pizza ... tô de regime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...