28.4.10

Direta

- Oi. Você vem sempre por aqui?

- Não acredito. Você tá me cantando?

- E se tiver? Que mal tem em uma mulher te passar uma cantada?

- É estranho.

- Então homem pode e mulher não?

- Não tem comparação. É bem diferente.

- Isso é machismo, mas tudo bem tem gente que é retró
grada demais.

- Tá me chamando de antiquado?

- Você que está insinuando que sou vulgar só porque tomei atitude.

- Eu? Não, não. Longe disso.

(pausa)

- É casado?

- Não.

- Tem namorada?

- Não.

- É gay?

- Não! Tá maluca de onde você tirou isso?

- Ufa! Menos mal. Fico mais tranqüila. É que estou te secando a meia hora e você nem percebeu.

- Isso só pode ser uma pegadinha.

- O quê? Só porque estou te cantando?

- Não acredito mesmo.

- Qual é seu problema ?

- Nenhum.

- Só que você é bonita demais, direta demais.

- Blá,blá,blá. Acabou?

- Nossa!

- Vamos sair daqui?

- Pra onde?

- Pra igreja!

- Ãh?

- Tchau.

- Ei espera! Não vai.

- Na minha casa ou na sua?

- Outro lugar.

- Só ser for um motel limpinho.

- Certo.

- Jura que não ta brincando comigo?

- Fui.



Camarão que dorme na praia a onda leva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...