30.3.10

Mikael, Lisbeth e Millennium

Tempos idos aqui no blog escrevi que estava encantada com um escritor sueco chamado Stieg Larsson Os homens que não amavam as mulheres, A menina que brincava com fogo e A rainha do castelo de ar . Eis que semana passada Paulo Nogueira, da Revista Época, escreveu uma ampla reportagem (No Rastro de Lisbeth Salander) falando sobre a Millenniumania.

Eu tive oportunidade de ler os três livros, aliás comprei o box só para entender porque eles sempre ficavam na lista dos mais lidos das revistas e sites de venda. De início foi mera curiosidade, depois acabei envolvida pela excepcional retórica de Stieg. Cada página é única e quanto mais você avança, mais fica envolvido com a história.

Pra começar os personagens principais são completamente opostos. Mikael Blomkvist é um jornalista econômico de esquerda,
inteligente, além de um exímio conquistador. Já Lisbeth Salander é uma hacker punk,lésbica e um tanto neurótica, mas extremamente perspicaz. Fórmula perfeita? quem sabe. O fato é que a disparidade entre os dois dá fôlego a história.

Vale a pena conferir.

Mais sobre Stieg, Lisbeth, Mikael e Millennium:

- No Rastro de Lisbeth Salander

- Como Stieg Larsson trouxe o calafrio de volta ao suspense



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...