29.10.09

Daqui a uma semana (talvez até menos) devo terminar o TAO (Trabalho Acadêmico Orientado). Desde agosto estou as voltas com livros e interpretações. Li e reli dezenas de arquivos.

Hoje estou mais apaixonada por fotografia.
Deixei de fazer um monte de coisas também durante este período de dedicação. Me estressei, gritei, passei fome (para não perder a linha de pensamento), mas ao imprimir setenta folhas a sensação é de alívio.

Quando me deparei com os papéis, as letrinhas pretas formando pensamentos concisos, parei e me perguntei ‘foi eu mesmo que fiz? É estranho e no fundo tem sabor de superação.

Que o diga meu companheiro Járlisson (faz dupla comigo)? Crescemos juntos e se antes éramos amigos,viramos irmãos.

TAO’s tem dessa.


Fazendo uma pesquisa no Google/ Wikipédia descobri que ...

Tao 道(pronuncia-se tao, mas na grafia chinesa Pinyin escreve-se Dao) significa, traduzindo literalmente, o Caminho, mas é um conceito que só pode ser apreendido por intuição. O Tao não é só um caminho físico e espiritual; é identificado com o Absoluto que, por divisão, gerou os opostos/complementares Yin e Yang, a partir dos quais todas as «dez mil coisas» que existem no Universo foram criadas.

É um conceito muito antigo, adotado como princípio fundamental do taoísmo, doutrina fundada por Lao Zi.

Na busca do conhecimento, todos os dias algo é adquirido,
Na busca do Tao, todos os dias algo é deixado para trás.

E cada vez menos é feito
até se atingir a perfeita não-ação.
Quando nada é feito, nada fica por fazer.

Domina-se o mundo deixando as coisas seguirem o seu curso.
E não interferindo.

Tao Te Ching 道德經 (Cap.48) - O Livro do Caminho e da sua Virtude

Tudo bem que esse TAO é diferente, mas não deixa de ser interessante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...