1.3.09

A segunda parte do drama

















“Isso é um sofrimento. Eu perdi tudo o que tinha. Me espantei com a água já alagando as redes e com meu neto gritando, dizendo ‘vovó nós estamos indo pro fundo’. Eu tirei eles de dentro de casa e mandei que eles corressem para a casa mais alta que encontrassem e eles correram.”
Maria de Fátima, moradora do bairro do Uruará.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...