31.3.09

O céu, o sonho e o casal


Em alguma nuvem ....


- Onde eu estou?


- No céu.


- Eu morri?


- Morreu.


- Como assim?


- Você foi atropelada por um caminhão.


- Por um caminhão?!


- Sim um caminhão.


- Como isso aconteceu?


- Você dormiu no meio da rua.


- Impossível!!!


- Pode acreditar é a mais pura verdade.


- Mas eu não me lembro do acidente.


- Claro sua tonta você estava de olhos fechados. Isso que dá ficar lendo até a madrugada.


Ela examina o corpo.


- Eu senti dor?


- Não.


- Ainda bem.


Pensa.


- Meu Deus e a minha mãe?


- Ela está aqui.


- A minha mãe também morreu?!


- Sim.


- Ela deve está uma arara!


- Está. Desde que chegou ela tenta convencer São Pedro que não era a hora dela, que ela precisa cuidar do seu pai e da sua irmã e que não teve culpa por ter uma filha tão estabanada.


Ela se esconde atrás da anja.


- O que você está fazendo?


- Estou me escondendo da minha mãe.


Pausa.


- Ei quem é aquele gato ali?


- Ah o parecido com o Gianecchini? Veio com você.


- Comigo?


- Sim.


- Desperdício um homem desses aqui no céu.


- Também concordo. Pra te vê nem todo mundo dá sorte.


Ela se assusta. Algo a sacode bruscamente. Ela acorda.


- Amor você tá bem? Estava falando durante o sonho.


Ainda desnorteada.


- Ei quem é você?


- Seu marido quem mais seria?


- Você não é o Gianecchini.


- Tá bom palhaça e você também não é a Juliana Paes.

2 comentários:

  1. Járlisson1.4.09

    Eheheehe. Legal!! Como sempre você me surpreendendo com esses inusitados textos! Parabéns pela exclusividade! Agora já fechei o contrato: Todo dia tenho que visitar o blog da Dannie Oliveira.

    Járlisson Gambôa

    ResponderExcluir
  2. Interessante o material, sempre que posso faço uma visita aqui no seu espaço...
    abraços...
    Reginaldo Balieiro

    ResponderExcluir

Poucas palavras ...