12.1.09

O prostituto das palavras

'- O jornalista é meio prostituto das palavras'. Exclamou um colega do fundo da sala.
A mestre fez uma cara surpresa.
E a turma soltou um 'Epâaaaaaaaaaaa' (os engraçadinhos um 'Huuuuuuuuuu')
'- Calma, eu explico'. Insistiu.
'-Eu espero'. Afirmou a professora.
'-O jornalista trabalha de acordo com a empresa que ele defende. Ele adota as idéias que são favoráveis. De certa forma ele se prostitui para quem está pagando pelo seu dom.'
'-Faz sentido'. Concordou alguém.
O cara do lado olhou para uma moça próxima.
'-Você não quer se prostituir para a minha empresa?'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poucas palavras ...